2 de agosto de 2013

Cão é regatado por um morador de rua em Barra Mansa


O cachorro que havia caído num buraco sem tampa, localizado dentro do terreno da MRS Logística, foi resgatado no início da tarde desta sexta-feira, depois de inúmeras tentativas. Desde ontem, os bombeiros tentavam fazer o resgate do animal, numa galeria no bairro Estamparia, em Barra Mansa.
Assustado o cão circulava pela galeria de água e somente aparecia quando os bombeiros desciam uma corda com um pedaço de carne amarrada na ponta. Ele parecida assustado e só colocava parte do corpo para fora do buraco.
Os bombeiros foram almoçar e um morador do local, Gilson de Oliveira Faria, de 53 anos, conseguiu amarrar uma corda no pescoço do animal, mas não foi feliz no resgate.
Um morador de rua, Reinaldo Silva, estava passando pelo local se propôs a ajudar e pediu para que segurassem suas pernas. Ele abaixou e depois de várias tentativas ele conseguiu entrar parcialmente dentro do buraco e fazer o resgate do cão.
Ele foi bastante aplaudido e todos comemoraram o feito. O cachorro passou a ser tratado como Reinado, uma homenagem ao seu salvador. Cerca de cinco minutos depois, a viatura do Corpo de Bombeiros retornou ao local, mas o cão já tinha sido resgatado.
A operação para tirar o animal, movimentou a Susesp (Superintendência de Obras e Serviços Públicos), Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e voluntários. Ronaldo Alves, secretário municipal de Planejamento Urbano, disse que não ia medir esforços para que o animal fosse resgatado com vida.
Ele pediu que funcionários da prefeitura informassem o andamento dos trabalhos do resgate.
O Salvador
Reinaldo Silva, de 34 anos está morando na rua desde que entrou no mundo das drogas. Ele começou fumando maconha e atualmente é usuário de drogas, depois de aceitar o convite de um colega. Ele deixou a família, há três anos, que mora no bairro Piteiras, mas pretende mudar de vida. Ele pretende voltar a ter uma vida mais digna e voltar para a família. O sonho também é ter um emprego. Ele disse que não aguenta mais viver na rua e pedir comida para as pessoas. O coordenador da Susesp, J. Lúcio, deixou com ele um cartão pedindo que o procure, pois vai tentar ajuda-lo.

Mais notícias no site: www.destaquepopular.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário