22 de julho de 2013

Vacinação contra Hepatite B será ampliada nesta semana em Resende


Em comemoração ao Dia Mundial de Luta contra Hepatites Virais, no dia 28 de julho, a Secretaria Municipal de Saúde vai ampliar a vacinação contra Hepatite B para todas as idades, na semana de 22 de julho a 2 de agosto. A imunização será feita em todas as unidades de saúde, quando haverá também distribuição de preservativos.


Segundo a gerente de Doenças Transmissíveis da Secretaria de Saúde, Soraia Andrade Costa, a vacina estará disponível para homens e mulheres de todas as faixas etárias, mas ela ressalta que é importante levar o cartão de vacinação.


- O Ministério da Saúde disponibiliza a vacina para pessoas até 49 anos. Mas a Secretaria de Saúde de Resende acredita que é importante imunizar todas as faixas etárias, por isso vamos ampliar o acesso durante esta semana. É necessário apresentar a caderneta de vacinação para que o agente de saúde possa verificar se aquela pessoa já foi imunizada - explicou Soraia.


As hepatites virais são doenças provocadas por diferentes tipos de vírus (A, B, C, D e E). Os principais sintomas são icterícia (cor amarelada), fadiga, dor abdominal, náusea e vômitos.


As hepatites A e E são transmitidas pelas fezes e estão relacionadas à falta de saneamento básico e de higiene pessoal. As orientações para prevenção da doença são: disponibilização de água potável e saneamento básico, lavar bem as mãos, cozinhar bem os alimentos, entre outros.


Já as hepatites B, C e D são de transmissão sanguínea, de mãe para filho, pelo contato sexual, compartilhamento de material contaminado para uso de drogas ou colocação de tatuagens e piercing. Por isso, a Secretaria de Saúde alerta que, além do uso de preservativo em todas as práticas sexuais, não se deve compartilhar escova de dente, alicates de unha, lâminas de barbear ou depilar. É importante também sempre usar materiais esterilizados ou descartáveis em estúdios de tatuagem e piercing e em serviços de saúde.


O diagnóstico e o tratamento precoce podem evitar a evolução da doença para cirrose ou câncer de fígado, por exemplo. Em Resende, os pacientes recebem tratamento nas unidades de saúde e são acompanhados pelo Serviço DST/HIV/Hepatites Virais.


No período de 2007 a 2012, foram notificados no município oito casos de hepatite A; 31 casos de hepatite B e 29 casos de hepatite C. Não foram notificados casos de hepatites D e E.


Mais notícias no site: www.destaquepopular.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário