14 de julho de 2013

Morte de engenheiro: Apenas um preso é denunciado por latrocínio


O Ministério Público denunciou por latrocínio (roubo seguido de morte) Marcelo Eurípedes Freitas de Oliveira, de 29 anos. Ele foi um dos quatro presos, no último dia 10, pelo assassinato do engenheiro José Antônio Leal da Silva, de 68 anos, em 4 de março deste ano. O crime foi no Jardim Caroline, no bairro Voldac.


Por suposto envolvimento no crime, a polícia prendeu outras três pessoas, que conseguiram liberdade e não foram indiciadas por latrocínio. Nesta sexta-feira, Thiago Batista do Carmo, de 33 anos, foi posto em liberdade, segundo informou sua advogada, Pabline Venezia.


Carlos Gomes do Carmo, de 21 anos, e sua namorada Renata Maia de Sá, de 23, já tinha sido postos em liberdade. Os três, porém, não estão livres do processo. Segundo também a advogada, eles deverão responder por favorecimento.


Ao apresentar os suspeitos à imprensa, o delegado Antônio Furtado revelou que Marcelo tinha assumido o crime, mas que a afirmação precisava ser investigada. O suspeito mantinha relações íntimas com a vítima há cerca de um ano e meio. Foco Regional


Mais notícias no site: www.destaquepopular.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário