27 de outubro de 2014

Vigilantes: Câmara ratifica veto do prefeito Neto


A Câmara de Vereadores de Volta Redonda, ratificou o veto do prefeito Neto, ao Projeto de Lei, do vereador Francisco Chaves (DEM), que estabelecia a obrigatoriedade da contratação de vigilantes para alguns seguimentos do comércio e prestação de serviços, farmácias e casas lotéricas.


Neto vetou por considerar a lei inconstitucional, pois não cabe ao município legislar sobre segurança. A competência é do governo estadual e federal. Acompanharam a votação, a direção do Sicomércio (Sindicato do Comércio Varejista), da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Aciap (Associação Comercial), representantes do Sindicato dos Vigilantes de Belford Roxo e Queimados, do Sindicato dos Vigilantes de Escolta Armada e Transporte de Valores e da Federação dos Vigilantes do Rio de Janeiro, empresários e vigilantes.


O veto foi mantido por 15 votos a um, por considerar ilegal. O projeto de Chaves previa a contratação de um vigilante para estabelecimentos com três caixas, mencionando casas lotéricas, farmácias, supermercados, postos de combustíveis, agências de Correios, casas de câmbio e postos de gás.


Mais notícias no site: http://www.destaquepopular.com.br/14823/Vigilantes:-Camara-ratifica-veto-do-prefeito-Neto-.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário