12 de novembro de 2014

Greve tira do ar emissoras do Sistema Sul Fluminense


Pela primeira vez em sua história, as emissoras do Sistema Sul Fluminense de Comunicação estão enfrentando uma greve de funcionários. Hoje, por volta das 10 horas, eles tiraram do ar as rádios Sul Fluminense (AM e FM), Sociedade FM e Rádio Cidade do Aço FM.


Os empregados alegam atraso no pagamento dos salários de outubro e não cumprimento de direitos trabalhistas, além da falta de reajuste dos salários há pelo menos quatro anos. O movimento, iniciado ontem com a recusa dos locutores de entrarem no ar, recebeu hoje o apoio da direção do Sindicato dos Radialistas do Rio de Janeiro, que se deslocou para Barra Mansa.


Dirigentes do sindicato se reuniram com a direção da emissora. Segundo um sindicalista, a proposta da empresa era de pagar uma parte dos salários hoje e, o restante, amanhã, o que não foi aceito. O sindicato quer o pagamento de todos os empregados para que eles retornem às atividades.


Um carro de som do sindicato foi posicionado em frente à sede do sistema de comunicação, na Avenida Joaquim Leite,no Centro, onde sindicalistas se revezaram ao microfone para falar sobre a paralisação.


O Sistema Sul Fluminense é um dos maiores grupos de rádio do interior do país. Em 2003, o empresário Feres Nader, responsável pelas empresas, vendeu a TV Sul Fluminense, de Barra Mansa, ao grupo Bandeirantes e, em 2012, a Rádio Califórnia à Cúria Diocesana de Volta Redonda. A rádio, localizada no distrito da Califórnia, em Barra do Pirai, mudou o nome para Sintonia do Vale. Foco Regional On line


Mais notícias no site: http://www.destaquepopular.com.br/15030/Greve-tira-do-ar-emissoras-do-Sistema-Sul-Fluminense-.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário