27 de novembro de 2013

Agentes de saúde querem gratificação igualitária nas UBSF


A distribuição de uma verba de gratificação por desempenho está mobilizando os agentes comunitários das Unidades Básicas de Saúde da Família de Volta Redonda.


Pelos critérios estabelecidos pela Secretaria Municipal de Saúde de Volta Redonda, enquanto os médicos receberão até R$ 2 mil, os agentes terão no máximo R$ 134,50.


O dinheiro corresponde ao PMAQ-AB (Programa Nacional de Melhoria do Acesso e Qualidade da Atenção Básica), instituído pelo governo federal com o intuito de melhorar o rendimento das UBSF, que passam por avaliação de um desempenho coletivo e individual, com fixação de metas.


De acordo com as regras, do programa, 80% do valor deve ser repassado aos trabalhadores. Os 20% devem ser repassados para melhoria da estrutura da rede básica de saúde. O argumento dos agentes é de que a boa qualidade das unidades é fruto do trabalho coletivo e que a gratificação diferenciada quebra esse parâmetro.


Na terça-feira ocorreu uma reunião entre a secretária de Saúde Marta Gama Magalhães e vereadores para tentar chegar a um acordo na divisão. A vereadores América Tereza fala sobre o o encontro.


Mais notícias no site: http://www.destaquepopular.com.br/10775/Agentes-de-saude-querem-gratificacao-igualitaria-nas-UBSF.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário